Produção hidrelétrica deverá atingir 85,5% da garantia física na quinta semana do mês
Da Agência CanalEnergia, Operação e Manutenção
03/12/2015 – 19:35h
Dados preliminares de medição coletados entre os dias 1º e 30 de novembro apontam reduções de 1,7% no consumo e 0,7% na geração de energia elétrica no país, na comparação com o mesmo período de 2014. Apesar da queda, as usinas hidráulicas se destacam com o crescimento de 1,2% na produção. As informações constam na mais recente edição do boletim InfoMercado Semanal, da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica.

A geração das usinas hidráulicas foi de 44.055 MW médios entregues ao Sistema Interligado Nacional em novembro, superando os 43.524 MW médios de 2014. A representatividade da fonte, em relação a toda energia gerada no país (63.186 MW médios), foi de 69,7%, índice 1,3 ponto percentual superior ao registrado no ano passado. As usinas eólicas geraram 2.895 MW médios, aumento de 57%.

O boletim aponta ainda que o consumo de energia somou 60.643 MW médios, com redução de 0,1% no mercado cativo e de 6,6% no ambiente de contratação livre. Dentre os segmentos industriais que adquirem energia no ACL, apenas o setor de extração de minerais metálicos (+14,7%) registrou aumento no consumo. Nos demais ramos, a análise aponta retração, com o setor de veículos (-15,6%), saneamento (-13,4%) e têxtil (-10,9%) liderando a redução.

A avaliação dos dados de agentes autoprodutores mostra incremento de 2% na geração e queda de 14,4% no consumo em novembro. Os ramos de madeira, papel e celulose (+8,6%), alimentício (+5,1%), químico (+2,3%) e de manufaturados diversos (+2,3%) aumentaram o consumo, enquanto o de transporte (-24,3%), serviços (-22,4%) e metalurgia e produtos de metal (-19,1%) apresentaram as maiores quedas.

O InfoMercado Semanal também apresenta estimativa de que as usinas hidrelétricas integrantes do Mecanismo de Realocação de Energia gerem, na quinta semana de novembro, o equivalente a 85,5% de suas garantias físicas, ou 39.582 MW médios em energia elétrica.

No Comment

You can post first response comment.

Leave A Comment

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter a message.